Abaixo farei algumas análises sobre reações armadas, filmadas por câmeras de segurança. 

É importante ficar atento no momento em que se está saindo ou chegando em casa. No vídeo a vítima demonstra estar atenta, porém em um curto período desvia sua atenção ao olhar para o celular, essa atitude poderia ter prejudicado muito a sua reação.  Ainda bem que isso não aconteceu no caso, assim que o marginal desce do veículo, ela faz o saque de sua arma instantaneamente, podemos dizer que ela também "surpreende" o marginal.

 

Analisando o vídeo, acredito que duas coisas poderiam ter sido realizadas de forma diferente, são elas:

 

  • Não desviar sua atenção com o uso do celular. Quando se está armado isso pode ser fatal.

  • Ela fez um excelente saque, porém deveria ter largado o telefone no chão e empunhado a arma com as duas mãos, isso aumenta a precisão e a cadência dos disparos. 

Nesse vídeo o policial age perfeitamente, assim que percebe o assalto levanta as mãos, entrega seus pertences, não esboça nenhuma reação. Espera sua oportunidade de reagir.

O marginal que está próximo ao policial e que está pegando o dinheiro do caixa não está armado, ao menos não está com a arma em mãos.

Quem oferece maior risco é o marginal que está um pouco mais distante e armado. O policial percebe a distração dos marginais e efetua o saque e o disparo.

Este vídeo mostra a reação exitosa de um atirador desportivo a um assalto. Esse texto não tem o intuito de fazer nenhuma crítica aos procedimentos adotados pelo cidadão.Porém algumas análises são importantes.

Primeiramente o cidadão é pego de surpresa pelo marginal e age de forma corretíssima, não tenta sacar sua arma instantaneamente pois estava em desvantagem já que o marginal já tinha a arma empunhada. Esperou um momento de distração do marginal para sacar a arma.

O cidadão no momento em que saca a arma, faz alguma verificação no armamento, não sei dizer qual exatamente, se baixou a trava externa de segurança ou se verificou se havia munição na câmara. Isso foi um erro, pois deu oportunidade ao marginal perceber a situação.

A arma deve ser portada sempre com munição na câmara, pronta para ser disparada. Apenas em pistolas de ação simples se justifica o porte com a arma travada.

Outra falha foi ter se aproximado ainda mais no momento dos disparos , o que gerou a possibilidade do marginal entrar em luta corporal ou mesmo agarrar sua arma.

É muito comum o erro de de aproximar do agressor, para ter certeza que irá acertar o tiro.

Isso é um enorme erro, pelos riscos já mencionados e por um outro detalhe importante: o tiro mais próximo fica mais fácil para ambos, inclusive para o marginal.

Por isso a necessidade de treinamento e confiança no seu tiro. Treine sempre as mais variadas distâncias, desde tiros a curtíssimas distâncias ( 1 ou 2 metros ) até disparos a 25 metros. Treinando dessa forma o atirador terá total segurança em acertar o disparo, sem cometer o erro de encurtar a distância, e com isso também "facilitar" para o marginal.
Fiz apenas algumas observações que julgo importantes, porém como disse: "de fora" é mais fácil fazer uma leitura do cenário como um todo.

É importante ficar atento no momento em que se está saindo ou chegando em casa. No vídeo a vítima demonstra estar atenta, porém em um curto período desvia sua atenção ao olhar para o celular, essa atitude poderia ter prejudicado muito a sua reação.  Ainda bem que isso não aconteceu. Assim que o marginal desce do veículo, ela faz o saque de sua arma instantaneamente, podemos dizer que ela também "surpreende" o marginal, sua agilidade foi excelente

Analisando o vídeo, acredito que duas coisas poderiam ter sido realizadas de forma diferente, são elas:

Não desviar sua atenção com o uso do celular. Quando se está armado isso pode ser fatal.

Ela fez um excelente saque, porém deveria ter realizado a empunhadura da arma com as duas mãos, isso aumentaria a precisão e a cadência dos disparos. Outra coisa muito comum é a pessoa sacar a arma e permanecer segurando o que tiver em sua "mão fraca", como uma bolsa ou celular. Quando o correto é soltar o que estiver segurando e realizar a empunhadura com as duas mãos.

O mito do Stopping Power

Ainda existem pessoas que discutem existir o Stopping Power, que seria a capacidade de com apenas  um disparo neutralizar o oponente, ou seja, dependendo do calibre da arma se teria maior probabilidade de tirar o seu oponente de combate com apenas um disparo.

Em armas curtas isso não existe, apenas em regiões muito específicas do corpo humano se consegue “derrubar” instantaneamente o seu oponente. 

Nesse vídeo o policial efetua diversos disparos e continua tendo que recuar e atirar, no vídeo completo, apenas após muitos tiros o oponente cai e sai de combate. Isso demonstra que não é a quantidade de disparos e o calibre da arma que determina a legítima defesa ou seu excesso e sim o momento em que cessa a agressão.